Palestra 1

Aprenda a estudar mais e melhor

Nesta palestra, os alunos são apresentados a dez técnicas de estudo consideradas mais eficientes. Eles compreenderão quais são elas, como elas ajudam na compreensão do conteúdo e por que colocá-las em prática. Com base na neurociência, as técnicas de estudo servem de norte para estudantes que precisam adquirir novas formas e novos hábitos de aprender e estudar.

Palestra 2

O estudo e as redes sociais: desafios para a aprendizagem no século XXI

É possível conciliar os estudos com a consulta constante às redes sociais? Como fazer para aprender usando as redes sociais? É necessário compreender como a memória de trabalho e memória de longa duração agem nessas circunstâncias para consolidar o aprendizado. Em vista disso, essas e outras questões serão desenvolvidas e respondidas durante a palestra que tem como alvo mostrar a relação delicada entre os estudos e o acesso às redes sociais.

Palestra 3

“Quem acredita sempre alcança”: reaprendendo a fazer provas

Em geral, fazemos provas com frequência; entretanto, nunca nos disseram como poderíamos ter um resultado melhor se fôssemos preparados para fazer provas. Constando três fases, o ato de fazer provas necessita de cuidados que não se limita simplesmente a responder o teste, mas, antes mesmo de fazê-lo, é preciso se valer de técnicas e ferramentas cruciais para a boa performance na execução da prova.

Palestra 4

Motivação: buscando motivos para agir

Partindo do conceito científico de motivação, nessa palestra o buscamos levar os ouvintes a fazer uma autoinvestigação sobre as razões pelas quais eles se motivam a fazer o que fazem. Entender os processos de motivação intrínseca e motivação extrínseca é essencial para não só modificar a forma de encarar e viver a vida, mas, sobretudo, ressignificá-la.

Palestra 5

Aprendendo a resgatar a criatividade

Somos dotados geneticamente da capacidade criativa; porém, com o tempo, deixamos nossa inventividade e imaginação de lado. O resultado disso é que passamos a ser repetidores de ações, comportamentos, práticas nada originais. Nessa palestra, o ouvinte é convidado a construir um novo olhar sobre como somos criativos e como resgatar o “criativo” que mora em cada um. Por meio de técnicas, cada pessoa poderá ter ideia de como ser criativo é algo possível e necessário no século XXI.

Palestra 6

Criando hábitos positivos de leitura: como ler com qualidade e otimização

Como conciliar a qualidade e a otimização durante o ato de ler? Muitos pensam que ler rápido implica na baixa qualidade da leitura. O que muitos estudos apontam, entretanto, é que maus hábitos de leitura têm causado desestímulo, falta de compreensão e interpretação, por exemplo. Reconhecer os objetivos e as metas de leitura é um passo essencial para modificar a forma como e para que se ler.

Palestra 7

O papel das emoções e dos sentimentos na aprendizagem

Aparentemente, emoções e sentimentos são empregados como sinônimos em nosso cotidiano. Todavia, há uma sutil distinção entre esses dois fenômenos que, à luz da neurociência, são fundamentais para entender como o cérebro faz para significar e ressignificar diversas situações de aprendizagem. Aprender a gerenciar os sentimentos, nesse sentido, é fundamental para ter uma vida e um aprendizado de qualidade.

Palestra 8

Neurociência e Educação: como aprender mais conhecendo nosso cérebro?

Com os avanços da neurociência, muitos enigmas do passado sobre como nosso cérebro faz para aprender foram desvendados. Tais descobertas causaram impacto sensível sobre a forma como aprendemos a empregar a linguagem, a usar a memória, a gerenciar os sentimentos e a despertar a criatividade. Com o intuito de apresentar essas novas descobertas, nessa palestra os ouvintes terão a oportunidade de compreender melhor como utilizar recursos internos e externos para amplificar e transformar sua capacidade de aprender.

Palestra 9

Aulas criativas: o que são, como fazer

Como criar aulas diferentes, originais e envolventes? A partir desse questionamento, os docentes são levados e compreenderem a importância de elaborar aulas criativas com o intuito de despertar nos discentes o desejo de aprender. Por meio de técnicas e ferramentas de estudo-aprendizagem e dinâmicas, os docentes terão a possibilidade de ampliar seu repertório de produção de conteúdo e de metodologia.

Palestra 10

Redação do ENEM por meio de mapa conceitual

O mapa conceitual é uma ferramenta poderosa de aprendizagem. Por meio de simples gráficos, o aluno pode elaborar seu projeto de texto – uma das principais competências da redação do ENEM – tendo como base essa metodologia. Ao final da palestra, o aluno saberá como construir uma tese para o seu texto e relacioná-la à proposta de intervenção. Tudo isso estruturado em um mapa conceitual voltado exclusivamente para a produção de texto.